Protásio Alves

Artesanato em Palha de Trigo

                                                                

             Artesanato: a essência

             Protásio Alves, Pérola da Serra Gaúcha, é conhecida pela Dressa - Artesanto em palha de Trigo! 

             A arte de trabalhar com a palha de trido é muito antiga. Segundo a história, na Idade Média o chão das casas era revestido por esteiras feitas com palha colocadas sobre terra batida. A Europa utilizava a palha do trigo nos chapéus, cultivado na Toscana, Itália. A França usava palha de chuchu. O japão utilizava palhas coloridas (no século XVI) em caixas com tampas decoradas. Eram muito usadas na forração de móveis.

             O artesanato em palha de trigo foi trazido pelos imigrantes, sendo desenvolvido nesta região desde a chegada dos primeiros colonizadores, particularmente os descendentes de italianos.

             A história e a cultura da imigração se expressaram e ficaram registradas na forma de falar, de sentir, de se comportar, de trabalhar, de viver, em um artesanato singular que ultrapassaram as fronteiras da Região Colonial e fecundaram o estado. Fiar e tecer o linho, fazer a dressa com palha de trigo, fabricar sportas, chapéus e, ainda, o crochê, o filó e o bordado eram formas de um trabalho artesanal que visava o embelezamento das rústicas residencias e, eventualmete, um ganho extra para comprar o enxoval da filha, prestes a casar.....

            Hoje essa técnica (dressa) ainda é cultivada pelas artesã protasioalvenses, sendo possivel adquirir seus produtos na Casa da Cultura, todos os dias. Nos sábados a venda é feita diretamente por elas, as artesãs, sendo possível, inclusive, observar a confeccção feita no local.

 

"A Dressa: trança em palha de trigo. Trabalho artesanal com a palha de trigo, trazido pelos imigrantes italiaos e muito vigente na região serrana do estado nos dias atuais. Na época da imigração era produzido quase com exclusividade pelas mulhres. Sendo um trabalho  manual que toma vida e formas nas mãos dessas artistas de origem italiana, a trança de palha de trigo é empregada pelas mulheres, sendo um trabalho manual que ganha vida e forma nas mãos dessas artistas de origem italiana. A trança de palha de trigo é empregada na confecção de utensílios pessoais e domésticos dos colonos, um elemento poético que resgata o artesanato e o trabalho as habilidosas mãos das imigrantes".


Endereço: Rua Maximiliano de Almeida, 141 - Centro - Protásio Alves/RS

Tarifas: 000

Horários: Seg a Sex das 7h45 às 11h30/13h15 às 17h30. Sáb 17h às 19h.

Telefones: (54) 3276-1322/(54) 3276-1225

E-mail: casadacultura@protasioalves.rs.gov.br

Reservas: Domingo sob agendamento